Pense antes de gastar. Recicle, reuse, reinvente. Doe o que não usa mais. Tente viver com menos. Gaste menos: dinheiro, luz, água, combustível. Diminua o tamanho do lixo que produz. Prefira produtos ecológicos. Adote o pensamento verde. Use a criatividade.



sexta-feira, 10 de junho de 2011

Enquanto meu template não chega...

...brinco de mudar a cara do blog.
Mas sabe que isto é uma coisa que tenho desde que me entendo por gente? Quando adolescente ganhei um quarto só pra mim (privilégio de uma irmã mais velha com dois irmãos homens - Tati chegou muito mais tarde, eu já não morava mais em casa), adorava brincar de decoração. Não, eu não tinha dinheiro à disposição, mas tinha muita criatividade e inquietude. Trocava os móveis de lugar, colava cartazes, posteres... lembro de um ano em que o coelhinho da páscoa foi particularmente generoso conosco, e que guardei todos (todos mesmo!) papéis dos bombons e chocolates e ovos... e depois fiz lacinho com todos eles (sabe aquele lacinho que a gente faz enrolando o papel e dando um nó, bem simples? Aquele mesmo!) e colei em todas as paredes do quarto, inclusive no teto. Ficou meio bizarro, mas eu achava lindo! E mais lindo ainda mamãe e papai não implicarem com isto.   =)
Depois, já casada e com filhos, o pai deles dizia que chegar em casa era sempre uma surpresa - ele nunca sabia como estaria a casa, em que parede estaria o armário, o sofá, tudo. Mas nunca reclamou, e isto é algo que nunca agradeci a ele - aceitar este meu "bicho carpinteiro", que não me deixava quieta, que me fazia "cansar" da mesmice da decoração. E não, isto não mudou. Adoro trocar quadros, paredes, tapetes. Só que estas coisinhas custam $$$, e nas circunstâncias atuais... só posso mudar a decoração do blog. Até que chegue o presente que Andrey me deu!
=)

4 comentários:

Ieda disse...

Talvez mudar os móveis de lugar e inventar novas decorações com coisas que já tens em casa possa ser uma boa terapia anti-consumo...

Obrigada por sua visita na minha "iedalândia".

Bjs,
Ieda

Marina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marina disse...

Oi Lu, eu também sou um bicho carpinteiro. Um dia o ser amado chegou em casa e tinha uma parede pintada com listras coloridas do teto ao chão. Lendo o seu post eu achei de uma sensibilidade imensa que tenha escrito que isso é algo pelo qual você nunca agradeceu. Como na minha profissão vivo aprendendo com as coisas das outras pessoas resolvi hoje agradecer ao meu amore pela compreensão e pelos olhos brilhantes diante das minhas invencionices aqui em casa. Tudo de bom pra você! Abraço!

Obs: excluí o post anterior porque tinha um erro engraçadíssimo. Fora o erro, este aqui é igual ao anterior!

***GrAzI disse...

Cresci alvo de várias mudanças (cidade, casa, móveis de lugar - minha mãe era da turma bicho-carpinteiro! rs). Eu sou o oposto... uma vez ao ano e olhe lá mudo algum móvel de lugar, mas na maioria das vezes permanece tudo sempre igual! E admito que gosto assim! ;o)

Beijos!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...