Pense antes de gastar. Recicle, reuse, reinvente. Doe o que não usa mais. Tente viver com menos. Gaste menos: dinheiro, luz, água, combustível. Diminua o tamanho do lixo que produz. Prefira produtos ecológicos. Adote o pensamento verde. Use a criatividade.



quinta-feira, 30 de junho de 2011

Sobre moda e modismos

"O povo tem que entender que SUSTENTABILIDADE não é moda!"



Um colega postou este comentário no site interno do trabalho. A única pessoa que tinha comentado algo sobre sustentabilidade (tínhamos que opinar sobre um tema para a próxima edição de nossa revista corporativa, escolher entre "eventos" e "brechós") era eu. Senti como se aquele comentário fosse pra mim, como se minha preocupação com sustentabilidade fosse apenas "uma onda". A vontade que tive foi de retrucar dizendo que não se pode julgar sem conhecer... mas achei melhor não 'causar'. Pra quê dar ibope? Fiquei na minha, mas remoendo aqui na cachola minhas caraminholas...  primeiro que, pra escolher foi ph%$#!!!! Logo euzinha, que adoroamo eventos, trabalhei anos com isto, não abandonei nuncajamais. E que sou viciada em brechós, sebos, amoadoro o cheiro de coisas usadas, imaginar as histórias que trazem e as possibilidades ocultas em si. Mas tudo bem, fui lá e opinei que, na realidade da empresa a matéria sobre eventos seria muito mais adequada no momento, mas que eu adoraria uma matéria sobre brechós, por estar no meu ano sabático e ter a ver com reutilizar, reaproveitar, reciclar... aí a pessoinha que não me conhece vai lá e fala esse "abiçurdo" aí de cima. Putz, "abiçurdo" sim, porque absurdo apenas não refletiria como me senti na hora, viu?
Eu separo o lixo, eu guardo vidros/embalagens/caixas para reutilizar, eu customizo roupas, eu pratico carona solidária, eu reformo móveis, eu evito descartáveis (criei meus filhos com fraldas de pano!), eu sou a 'ecochata' no trabalho, caramba!!! E isto não é de hoje, ou de ontem. É de muito tempo. Não sou perfeita, não sou o melhor ou maior exemplo de bons hábitos mas cacilda, eu tento!!! Eu faço o pouquinho que consigo, que posso, e sei que o meu pouquinho faz, sim, diferença. O meu pouquinho com o pouquinho de cada um vira muitão, tantão. E se estou num "ano sabático" é por vários motivos, e nenhum deles é "moda". Estou tentando dominar minha compulsão por compras desnecessárias, supérfluas. Estou tentando sanear minhas finanças. Estou tentando me tornar uma pessoa melhor. E por isto mesmo vou terminar de postar aqui e vou ao banheiro: minha mãe sempre disse que a raiva sai no xixi. Se bem que nesta altura já não resta muita coisa pra sair, metabolizo as coisas ruins com relativa facilidade. 

=)

P.S. sim, eu sei. Nem era pra tanto. Mas tem coisas que mexem comigo sem explicação, e esta foi uma delas. E eu tinha que postar hoje, e a indignação tinha sugado toda minha inspiração... então resolvi falar sobre.

=)

2 comentários:

Marina disse...

Rsrsrsrs... Nossa, Lucemary, a personagem é a sua cara! Olha, outro dia uma pessoa comentou no meu blog algo sobre eu ter uma intenção secreta de vender produtos através dos meus posts, então depois dessa eu acredito em tudo!

***GrAzI disse...

Ai ai... entendo totalmente seu desabafo! E blog é para isso mesmo... desabafar, refletir e compartilhar!!
Hoje eu respirei fundo e sugeri a um colega que tentasse reaproveitar o copo de plástico (ele toma uns 6 cafés durante o dia e cada vez pega um copo diferente!!!)... Com certeza ele deve estar me achando uma chata, mas são pequenas coisas assim que podem fazer a diferença no todo maior!!
Beijão!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...