Pense antes de gastar. Recicle, reuse, reinvente. Doe o que não usa mais. Tente viver com menos. Gaste menos: dinheiro, luz, água, combustível. Diminua o tamanho do lixo que produz. Prefira produtos ecológicos. Adote o pensamento verde. Use a criatividade.



domingo, 8 de maio de 2011

O dia "D"

Oito de maio, 2011.
Dia das mães.
Minha conta no vermelho há muuuuuito tempo. Tanto que nem sei. Quando houve a possibilidade de vê-la no azul (obrigado, Mainha!), resolvo trocar Maria Rita por Awk. Maria Rita é a moto que agora não me pertence mais, e Awk o corsa vermelho que tomou seu lugar. Tive lá meus motivos, não fui ingrata. Curitiba não é uma cidade pra motos - a não ser que você tenha, concomitantemente, um carro.
Tá, voltemos ao mote deste post.
Perdida em contas, li na Marie Claire deste mês a nota sobre a Joanna, que há alguns meses se propôs ao desafio de não comprar roupas por um ano. Lendo o blog dela, lembrei-me de uma reportagem que vi há algum tempo sobre um americano que passou um ano sem usar dinheiro (ou cartão, pessoas!!!!), mas que não encontrei hoje pra colocar aqui. E procurando por ele no Google, encontrei algumas outras experiências interessantes: a Nadja, do "se vira nos quase trinta", que também vive a experiência de um ano sem comprar roupas; a Evelyn, do "Blog da Evelyn" que se propõe a não comprar roupas, acessórios e sapatos; uma reportagem muito legal sobre o "dia sem compras", que começou nos Estados Unidos há mais de uma década e se espalha pelo mundo; a Marisa que se propõe a usar, por um ano, vestidos novos todos os dias. Ops, mas isso é consumo exarcebado ao extremo!!!! Não, quando ela se propõe a usar apenas roupas compradas por um dólar... achei bem interessante a proposta, que você pode conferir aqui. E também a experiência de mais de cem pessoas ao redor do mundo que passaram um mês com apenas seis peças de roupa, e você pode conferir aqui. Sei que, se procurasse, encontraria outros... e se todas estas pessoas se propuseram um desafio e estão indo bem, porque não posso, eu também, me propor a isto pra pelo menos começar a arrumar meu saldo devedor???  Pensei que posso, sim, eu também. Pelo menos tentar dar um jeito na minha vida sem consumir nada por um ano, né? Tudo bem, tudo bem. É muuuuuito tempo, eu sei. Mas se eu não tentar, não saberei se consigo, não é? Só que o meu problema, na verdade, não são roupas. Sou meio compulsiva com sapatos, acessórios, revistas e coisas para casa. Então, fala sério, não comprar roupas por um ano não vai resolver muito a minha vida. Pra ser honesta eu devia ficar um ano sem comprar sapatos - isso sim, seria um exercício autêntico de jejum e abstinência. E pensando nas quase duzentas revistas que levei ao bazar semanas atrás, não comprar revistas também. Será que consigo??? E já que estou na chuva, não custa tomar logo um banho completo: nada de comprar roupas, nada de comprar sapatos (suspiros!), nada de comprar revistas, nada de comprar coisinhas pra casa, nada de comprar nada que não seja absolutamente necessário. Um ano sem compras. Já me vem à mente um monte de perguntas, tipo: e aniversários? E...? E...??? Penso nisto depois, mas talvez seja a oportunidade de despertar minha criatividade de anda com síndrome de Bela Adormecida e colocá-la pra funcionar...
Próxima pergunta: conto pra alguém? Ou será que posso contar apenas com minha consciência pra cumprir este desafio? Afinal já fiquei um ano sem cocacola e sem chocolate (ao mesmo tempo, acredita???), o que é ficar um ano sem comprar???
... pausa pra refletir...
Ok. Melhor colocar no Facebook, no Orkut, no Twitter. E contar com a ajuda dos amigos pra me policiar, nunca se sabe quando posso sofrer uma crise de abstinência...
=D

EXCEÇÃO REGISTRADA: as caixas de som para o Awk. Já comprei o som, preciso das caixinhas, senão surto. Única, prometo.

5 comentários:

Graci disse...

Adorei, Lu. E tô na mesma, pelo menos por um mês.
Boa sorte com seu desafio.

Larissa Bortolli Menezes disse...

Amei o blog e os objetivos. Eu tinha feito algo parecido, queria passar o inverno sem comprar nada. Mas...tudo começou com a minha bota (de 3 anos)ela estragou. Tive que comprar outra, só tênis não me esquenta. Daí eu me apaixonei por um cachecol. Trouxe ele para casa. Então, eu experimentei um vestido por insistência da moça da loja. Já sei até onde vou usá-lo. hahaha.
Eu mesma me sabotei. E por isso, espero não comprar mais nada nesse inverno.Aiaiai.

Paula de Assis Fernandes disse...

Boa, mãe!!! Fico realmente muito contente com isso.
Então vai lá. Nada de absolutamente nada. Isso inclui saídas? Quero entender a fundo... Beijos, boa sorte.

Lucemary disse...

Filhota, caraca... você me ama?
rsssss...
Além desta proposta já fiz um exercício de desapego tão grande, mandando montes de coisas pra um bazar (e algumas pra você e cia), que se não sair, piro. Literalmente.
:p

Nadja G. disse...

Oi, Lucemary! Obrigada por me linkar e boa sorte com o seu desafio! Eu tô ha 7 meses quase sem comprar roupa, que beleza, né? E nao tive que ficar pelada e nem mal vestida! hahaha

beijos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...